• Carol Lara

Um mês, confinamento e atividades <3

Completamos um mês morando na França. Nem dá para acreditar. Com tantos acontecimentos globais, honestamente, nem parece que já passou todo esse tempo, e as vezes, parece que passou muito mais. No final das contas, eu acho que não poderia estar em situação melhor para enfrentar o confinamento gerado pelo COVID-19, do que em um veleiro, só eu e o Fernando, em Provence, Côte d’Azur, numa cidade pequenina e charmosa e que tem só 8 mil habitantes, com um governo e uma população muito engajados em seguir o plano e cumprir as regras para vencer essa doença. De certa forma, nosso novo modo de vida já era de isolamento e confinamento – e comparando o nosso com os demais, gosto muito mais de estar confinada nessa situação do que em São Paulo, com medo de como essa situação vai se desenrolar no Brasil. (O medo continua, claro, mas me sinto protegida de alguma forma e me dou ao direito de lavar as mãos com o puro sabão de Marseille, algo adorado e cultivado por aqui – do detergente ao sabão de lavar roupas, todos tem o tal Sabão de Marseille).

Fora isso, a semana foi muito produtiva. Terminamos de tirar os adesivos e começamos o processo de lixar e envernizar as portas – agora temos uma linda toalha de praia fechando o friozinho durante a noite. Nossa mesa ficou pronta, linda, envernizada, reluzente – e ontem ela foi instalada no cockpit, que upgrade! Também aplicamos óleo de Teka em todas as partes de madeira que temos, e juro – dava para ouvir a madeira agradecer. Baixamos nossos quase 100 metros de corrente para fazer uma inspeção, invertemos a bicha (agora o começo fica no fim e vice-versa) e testamos o guincho – que está rodando macio feito manteiga. A primavera chegou, e o Tino (passarinho preto de petit-pois brancos) que mora aqui atrás do barco, no galpão, está gorjeando com mais vontade, logo cedo na manhã, botando para correr os outros três passarinhos vigaristas que invadem sua casinha quando ele sai para passar o dia, e lá pelas cinco da tarde a cantoria recomeça, quando ele volta do seu longo expediente. Batizei ele assim, em homenagem a minha cachorrinha Tina, que está cuidando dos meus pais lá em São Paulo e que também canta o dia inteiro. Além disso, o vento diminuiu muito e o sol já nos esquenta, e além de conseguirmos escutar todos os sons e barulhos que eram ocultados pela ventania, conseguimos passar bastante tempo do lado de fora do barco, lavando os decks, inox, cockpit, teka e tudo mais que há para ser lavado – com água, sabão e produtos herdados do ex-dono, todos escritos em alemão – só pra dar graça na tarefa. O nosso fogão ainda não chegou (esperamos que chegue em breve) mas andamos descobrindo coisas deliciosas na sessão de enlatados e congelados do supermercado. Esses dias nos deliciamos com as pêras em calda, regadas com muuuuito chantilly – que aqui custa um euro, e não 20 reais a lata como no Brasil – então pode esbanjar – e até comer no bico – se quiser! A lentilha tem feito as vezes do feijão – e devo confessar que eu até prefiro. E domingo, é dia de pizza, e por aqui vende uma bolonhesa que é deliciosa. Isso, unido aos vinhos locais de Côtes du Rhone, fazem do fechamento da semana uma delícia. Claro que os planos foram postergados até que o confinamento acabe e liberem novamente a navegação, mas acho que no final das contas ganhamos tempo para fazer as nossas tarefas com mais atenção, calma e prazer, sem correria. Desse jeito, está sobrando tempo para estudarmos Francês – e até o Fernando entrou na dança e já está arriscando suas primeiras frases. Confesso que estou achando um charme! Bom courage pour cette nouvelle semaine que s’offre à nous :)

Escova ou Cerveja? Os dois! Bora botar ordem nesse barco!

17 visualizações
  • Instagram
  • Facebook

Sailing Saba - Charters, Turismo, Férias a bordo de um veleiro na Europa - Croácia e Sardenha